Mudando a Rotina de Estudos - Orientação aos Pais

Por Fabíola Batista

A mudança de rotina requer muita disciplina, e o fato de sentar-se para estudar já não é algo interessante para o aprendiz. Ele certamente terá preferencias muito interessantes por sinal que estarão ali, bem ao alcance das mãos.  

A realidade hoje é de pais que trabalham o dia todo e chegam em casa exaustos, depois de um dia cheio e ainda tendo que enfrentar um trânsito caótico. Enquanto isso... seus filhos passam o dia em frente aos games e TV. Muitas vezes são frenquentes as queixas de que não fizeram seus deveres e estão com baixo rendimento na escola.

Não adianta mandar os filho estudar. Este método nunca ajudou muito. Então, como orientar ao adolescente uma forma de estudar que seja prazerosa e convincente?

 

Primeiramente esclarecer ao seu adolescente que se a forma que ele estuda fosse boa, seria um dos melhores da turma. E que deve ter uma rotina de forma que seu cérebro fique educado com horários. Ele terá horários de estudo e de lazer. Terá que cumpri-los para que possa usufruir de alguns direitos. Adolescentes gostam muito de ditar seus direitos, mas desconhecem seus deveres, e precisam que alguém os lembrem que são ESTUDANTES.
Então inicie com uma conversa breve, sem muitas explicações. A reação será imediata; o início de um vulcão em erupção. Mas, mantenha-se firme e sereno. Nossos adolescentes precisam de limites e gostam de serem orientados. Após a conversa, é hora de programar a rotina, com horários determinados para realização e deveres de casa, estudo de duas matérias por dia, tempo livre e intervalos durante o estudo. Após um hora de estudo, vale um intervalo de 25 minutos onde pode também fazer um lanche.

Até aí tudo muito bonito, um belo discurso, mas... como conferir e ter a certeza que seu filho estudou? Não podemos aguardar as notas no boletim para termos a certeza que a rotina de estudos e o método utilizado estão dando certo. Use então um caderno de anotações onde ao fim do dia você possa conferir o cumprimento da rotina. Pergunte a matéria estudada. Ele deverá verbalizar com detalhes a matéria estudada e ainda apresentar seu rascunho de estudos, comprovando que houve um tempo dedicado para aquela matéria. Pronto, ficou claro que cumpriu a rotina. Mas é importante uma dedicação diária, quase que religiosa, deste momento de cobrança. Lembrando que deve ser feito em um clima de serenidade e autoridade.

No início será difícil, mas com dedicação e persistência, os resultados virão e então iniciará um ciclo de bons resultados e disposição para estudar. Caso haja uma suspeita ou sinalização por parte da escola que este aluno deva passar por uma avaliação diagnóstica, é importante dar valor ao que professores observam e procurar um profissional que possa orientá-lo neste processo de investigação.